29 novembro 2009

A Probabilidade da vida.

Nascemos de um breve encontro (ocorrido pelo acaso). Nosso pai se apaixona pela nossa mãe, daí surge um relacionamento que cedo ou tarde gera um feto e depois esse feto vira uma criança blábláblá biológico \o\\. Tá!Não vim aqui para falar sobre o ciclo da vida e sim sobre o acaso. O que é o acaso para vocês?(A) Destino, (B) Probabilidade, (C) Nada a declarar, (D) Planos divinos. Fique a vontade para escolher uma das opções.
Vamos à pequena dissertação de domingo (graças a Deus chuvoso). O acaso é aquele fato que acontece quando você menos espera. Pode ser algo bom ou ruim. Geralmente é aquela situação que quando você percebe já aconteceu. Posso citar algumas: achar dez reais na rua, pegar chuva indo para casa depois de um dia ensolarado, achar um velho amigo, encontrar seu marido (esposa) na cama com outro (a)... Várias coisas podem ser rotuladas como acaso (ou destino como queira).
Nossa vida é movida pelo acaso. Começa por ele e termina por ele. Não tem como fugir disso.
Bom Domingo.
By: Ana C.



NÃO É VÍRUS ¬¬

20 novembro 2009

PARA MORRER BASTA ESTAR VIVO!!!


Começando a ler o livro: Veronika decide morrer-Paulo Coelho, um milhão de coisas apareceu em minha mente. É lógico que esse livro fala sobre o suicídio e outros temas. Não vim aqui para fazer uma resenha sobre o livro e sim falar sobre o suicídio.
Qualquer um que escuta essa palavra faz uma associação a pessoas depressivas, malucas... Será que é isso mesmo?A maioria dos suicidas procura a morte porque a vida já não possui mais sentido (óbvio), porém, antes de julgá-los, alguém realmente procurou ‘’entrar na alma’’ desses anjos caídos, para entender o verdadeiro motivo?
O auto-assassasinato (essa palavra existe? NÃO =D) é um tabu na maioria das culturas e religiões. A Igreja (qualquer uma) como adora se meter em tudo, diz que o suicida vai para o inferno queimar junto com o Tio Lúcifer. Acredito que o inferno é na Terra e essa afirmação religiosa não passa de uma estratégia para não perder cofres de dinheiro,digo,fiéis.
Ninguém pede para nascer. Num momento você é uma semi-vida dentro dos testículos do seu pai. Depois você vai para um lugar macio e cheio d’água, recebe comida grátis e passa a maior parte do tempo dormindo. Ai você percebe uma luz no fim do túnel e um médico bate em suas nádegas. Você chora!Não de dor. Chora porque sabe que chegou num local pior que o encontro Heavy Metal do Lúcifer (‘’inferno’’).
Daí em diante todos sabem o que acontece. Basta nascer para começar a morrer. Todo dia você, eu, a Madonna, a Xuxa, sua vizinha gostosa... Caminhamos para a morte. Os suicidas apenas antecipam esse momento e escolher o modo da morte. Se Deus nos deu o livre-arbítrio... Podemos morrer quando quisermos?
Até mais.
By:ANA C.

18 novembro 2009

16 novembro 2009

Da rixa à concordância


E aí galera, belezinha?
Como deu pra notar, vamos falar da rixa dos fãs de Crepúsculo e Harry Potter. Para isso, pedi meu amigo Vinícius pra deixar sua opinião sobre Harry Potter enquanto eu, falo de Crepúsculo.

As Sinopses:


- Crepúsculo: Isabella Swan, nunca tentou ser como os outros jovens da sua idade. Sendo uma jovem extremamente responsável, tímida e reclusa dentro de si mesma, ela muda-se da grande e quente cidade de Phoenix para Forks, uma chuvosa e nublada vila do interior, tão pequena que quase todos os habitantes se conhecem. É ali que Bella irá morar com seu pai e é na sua nova escola que ela conhece os Cullen, cinco intrigantes jovens de uma extrema beleza. É neste mistério que caracteriza a família, que Bella vê-se envolvida com Edward Cullen, jovem pálido e de cabelos cor de bronze que mostrará um novo universo a Bella, transformando completamente o rumo da sua vida e deixando a sua história bem mais emocionante.

- Harry Potter: Harry Potter é um garoto que presencia a morte dos pais; mesmo o grande bruxo Voldemort, tendo lançado uma maldição imperdoável sobre ele, ele não morre porque sua mãe o defende. A história fala da vida e as aventuras desse menino que sobreviveu. Ele frequenta escola de magia e bruxaria de Hogwarts. Nessas aventuras, ele tem a companhia de Rony Weslley e Hermione Granger, ambos ajudam Harry Potter. E como uma boa amizade, sempre há desentendimentos. Voldemort tenta diversas vezes matar Harry, porém sem sucesso até que, quando ele realmente acha que matou Harry , acaba sendo morto pelo escolhido pela Profecia.

Nossas Opiniões:

Crepúsculo por Hime:
Bem, eu aprecio mais a história de Crepúsculo, por ser uma história de amor e ao mesmo tempo fantasia, pois envolve humanos, vampiros e lobos, lendas antigas passadas nos EUA e com algumas situações na Itália - uma espécie de Romeu e Julieta moderno (Quem leu os livros sabe do que eu estou falando). Outro motivo é que eu não tenho mais idade, tempo, memória e paciência pra tentar entender as histórias em Harry Potter - que são muito complexas, com nomes difíceis inventados pela autora, referências da cultura inglesa (algo que não me preocupo em estudar) e etc.

Harry Potter por Vinícius:
Na minha opinião, quem consegue ler Crepúsculo é um herói. A história é cheia de detalhes bobos, como por exemplo: "Ele abriu meu sorriso torto preferido "... Acho isso bobo e infantil, além de no primeiro livro da série só ter emoção no final do livro. A autora de Harry Potter é esperta e sagaz, além de conseguir inventar uma série de situações imaginárias(O que a série crepúsculo não conseguiu), como o livro e filme terem vendido mais e alcançado mais fãs... Até por que não é algo meloso, que geralmente só meninas gostam.

Reflexão:

Por Hime:
Concordo com o Vinícius quando ele diz que em Crepúsculo há muito detalhes bobos. A autora exagera tanto que, se tirassem a maioria de detalhes estúpidos, diminuiria umas 50 páginas de cada livro. Mas é melhor pecar pelo exagero do que pela falta.

Por Vinícius:
Não concordo com a Hime na parte que ela diz em gravar muitos nomes. Para quem gosta, os nomes são muito fáceis de gravar; e não tem idade para se ler Harry Potter. Quem gosta lê e re - lê.
A história de crepúsculo é enjoativa. Conheço muitos amigos e amigas que enjoaram de ler a história porque a autora enrolava muito. Já a JK. além de não enrolar, conta muitos detalhes, ou seja, ela continua com os detalhes e ainda prende a atenção dos leitores no livro.

Como vocês podem notar, há coisas boas e ruim nos dois (ou não).
Nossas opiniões estão aí, aberta a todos. A conclusão é você quem faz.
Ter opiniões diferentes não significa brigar pra fazer alguém gostar mais daquilo o que você gosta, é debater e chegar a um senso comum.

Espero que tenham gostado do post de hoje.

2BJ, Hime e Vinny.

15 novembro 2009

O Hitler dos lúcidos


Quando Raul Seixas escreveu os versos da música ‘’maluco beleza’’, ele fez uma comparação entre um louco e um lúcido. Porém, discutir esse tema tão polêmico não é fácil.
A sociedade escolhe qual o tipo de comportamento é normal ou anormal. Quando um indivíduo é catalogado como ‘’diferente’’, ele é encaminhado para um especialista e recebe o tratamento correto.
Só que nem todo comportamento considerado fora do comum pode ser diagnosticado como um problema mental. Cada ser humano possui um modo de agir e pensar. Uns preferem assistir a um filme enquanto praticam relações sexuais, comer carne de cachorro, manipular as pessoas para conseguir o que querem, já outros gostam de freqüentar praias nudistas, sair com a mulher do amigo...
O comportamento humano é algo que precisa continuar sendo estudado porque o certo para uma pessoa pode não ser considerado para a outra.
By: ANA C.

04 novembro 2009

Algumas dicas para se tornar um PASTOR....



Lendo as notícias do período vespertino, encontro num certo site (não vou falar o nome para não fazer propaganda grátis) a seguinte reportagem: ’’ Igreja faz culto 'canino' nos EUA.... Objetivo do serviço em Los Angeles era atrair fiéis loucos pelos cães. Teve oração especial, oferendas caninas e caminhas para os pets.’’
Após a leitura dessa notícia, minha primeira reação foi de deboche (na gíria de MSN: EU RI ALTO) parecia uma criança rindo de alguma coisa que o Bozo falou, enfim... Depois meu cérebro crítico começou a trabalhar e aqui estou eu escrevendo esse texto.
Irei passar ao leitor algumas dicas de como se tornar um Pastor.

1-Arrume aquele quartinho velho no fundo do seu quintal e transforme-o numa ‘’igrejinha’’.
2-Compre um terno (PELO AMOR DE DEUS, compre um decente: Calvin Klein ou Armani).
3-Ande com uma bíblia embaixo do braço, como se ela fosse uma extensão do seu corpo.
4-Arrume alguns fiéis e leve para aquele quartinho velho (citado no primeiro tópico)
5-Faça barulho (grite mais que um vocalista de Death Metal).
6- Ensine a eles sobre a vida de Jesus e o modo certo de agir (é fácil, já que essas pessoas não têm opinião própria)
7-ARRECADE DINHEIRO PARA A OBRA DA IGREJA, SEMPRE.
8-Fale para eles assistirem a Record (somente a RECORD, porque a Globo é do DEMO).
9-Diga que tudo é errado e apenas você sabe o certo, afinal, você é um homem de Deus.
10-Depois que você possuir bastante dinheiro, monte uma emissora de televisão e continue roubando cada vez mais.

Essas são algumas dicas de como roubar as pessoas as pessoas. Isso que eu escrevi na brincadeira, acontece muito por ai. Nem todas as Igrejas possuem ladrões (estou dizendo isso porque meu professor de português me disse que não pode generalizar). Essa foi a forma que eu encontrei para demonstrar a minha revolta, por mim não deveria existir religião, cada um deveria acreditar naquilo que bem entende....continuo achando que religião é para os fracos(ou para os ‘’espertos’’ enriquecerem).
Até Logo.


OBS: Escrevendo esse texto, me lembrei da música do Raul Seixas-Pastor João e a Igreja invisível, recomendo \o.

BY: ANA C.

01 novembro 2009

Sitcom addiction

E aê galerë, fmz? /q
Então gente, como ja deu pra ver meu post hoje é sobre Sitcoms.
Pra quem não sabe, Sitcom é a abreviatura de Situation Comedy (Situação Cômica) /wikipédia. Cara, eu sou viciada em sitcoms.
The Big Bang Theory e Everybody Hates Chris são as melhores sitcoms que eu já vi! Essas ganham até de Friends e Two and a Half Man (Que eu também amo).
Que pessoa normal nunca viu essas séries e não "se mijou" de rir? Não sei se é por causa do meu instinto palhaça de ser[?], mas eu ainda vejo episódios de 1994 de Friends e ainda morro de rir.
Alguém aí ainda se lembra de Accordin to Jim (O Jim é assim), Freddie, Joey, Blossom, Sabrina, Baby Bob, Suddenly Susan e outras séries com nome de gente? UHAUSHA'
Sem dúvida, essas são extremamente bestas e consequentemente as mais engraçadas.
É, mas a que eu tenho mais visto ultimamente é The Big Bang Theory. Nada melhor do que uma comédia inteligente, não é?
Depois que você começa a ver TBBT não tem como não se apaixonar por nerds (No meu caso, a paixão só aumentou AHSUHAUHSA').
Os personagens:
Sheldon é um físico teórico cheio de manias e que não sabe demonstrar os sentimentos. Isso o torna insuportável, mas não tem como não gostar dele [?]; Howard é um judeu metido a gostosão que não pega ninguém, nem a tia gorda da padaria; Raj, um indiano que não fala com mulheres (A não ser que esteja bêbado) ; Penny, a loira (quase) burra e gostosa da série e Leonard (meu favorito) é físico experimental, e apaixonado por Penny.
Ah, vou parar de escrever sobre TBBT, senão fico até amanhã falando. Se quiserem saber mais, vejam a série(ou procura no google). Vale MUITO a pena.

Ps: Até agora não lembrei do nome de uma série que tinha um homem que conversava com um boneco... se alguem aí lembrar, me fala pelos comentários.
Pss: Se souberem nomes de mais séries antigas falem pelos comentários também.
Psss(?): Vocês vão passar a estudar física depois de ver The Big Bang Theory, queiram ou não.

See you, space cowboys!
By: Hime ;3