07 fevereiro 2011

Pesquisa...

Qual a sua opinião sobre as cotas da UERJ(Universidade Estadual do Rio de Janeiro)?
A UERJ oferece cota para negros,indígenas,deficientes,alunos de escola pública e filhos de militares mortos ou incapacitados.O que você pensa sobre isso?Deixa a sua opinião nos comentários.

Ana C.

13 comentários:

Zσκy アルトゥル. disse...

Penso que cotas, apesar de parecerem um auxilio, na verdade são chacotas para com os que são abrangidos pela cota. Significa dizer que eles, por determinado motivo, seja esse uma deficiência física, ser de determinada raça ou ter pais de determinada classe social ou posto de emprego não podem passar por conta prórpia em uma instituição federal de ensino superior. Se o governo quer realmente ajudar jovens com alguma limitação, seja essa alguma doença, ou simplesmente o motivo de o aluno estudar em uma escola pública com ensino falho e fraco, o próprio governo deveria realizar grandes reformas na educação, melhorias, tanto no modelo, quando no quisito de disponibilidade para deficientes, e não dedicar parcelas enormes das vagas de mão beijada para essas pessoas.

Talissa disse...

Eu acho um absurdo isso!
É como se estivesse dizendo que todas essas pessoas tem capacidade inferior aos demais.
O único tipo que ainda dá pra entender,é a cota para estudantes de rede pública porque o ensino oferecido por essas escolas,não é do mesmo nível dos colégios particulares...mas de resto? é muita sacanagem!

Hime disse...

os unicos que dão pra passar são os de escola publica e os deficientes, por ter um acesso menor ao ensino e tal, o resto é tudo igual

Ana C. disse...

Eu sou a favor de cotas para surdos e cegos.Eles realmente precisam de auxílio no vestibular.Não é preconceito,mas,devido as limitações físicas eles não tem acesso ao conteúdo que nós temos,pelo menos aqui no Brasil é assim...

Henrique disse...

Cota racial é racismo. Tenho dito.

Débora disse...

Olha, esta é mesmo uma questão bem polêmica.
Porque se pensarmos bem são pessoas que tem menos acesso à educação e cultura e portanto,teriam teoricamente mais dificuldades com o vestibular.
Por outro lado, parece um tipo de segregação, até um tanto preconceituosa.
Enfim, eu acho que eu sou mais a favor do que contra, porque de certa forma tem ajudado muitas pessoas a entrar na universidade que de repente não teriam essa chance de outra maneira.

- Hєℓøíìรα ℳ. Ψ disse...

Bem, eu acho que as cotas deveriam sim ser dadas para deficientes, pessoas qe vieram de escolas públicas, negros e indigenas. Mas e as demais pessoas? Elas merecem bolsa tanto quanto os demais alunos. É claro que negros, e indigenas, muitas vezes nao tem condissoes de frenqentar uma boa faculdade, e as bolsas abrem essa oportunidade para eles. Mas acho qe se algo beneficiará um, deveria beneficiar a todos. Pode ser que se só um determinado grupo ganhe a bolsa, esse determinado grupo pode ser alvo de preconceito, nao por causo de rua etnia, ou por sua invalidez fisica, mas pelo fato de estar sendo beneficiado mais que os demais. Beijooos Ana, ótimo Blog, ótimos vídeos.

Mizia disse...

Acho que se oferecesse cota pra gordo eu tava dentro!

Luíza disse...

Eu não acho muito certo a cota para negros. Quer dizer que por ter determinado tom de pele eles não tem capacidade de passar? Isso são as chamadas políticas afirmativas para o país se redimir com a escravidão no passado. Mas pra mim isso é uma forma indireta de racismo e segregação. Agora, falando das cotas em geral, devia é haver uma melhoria na educação. E no quisito de disponibilidade para deficientes. [2]

Louis Beau Pre disse...

O governo deve achar que cotas para negros é um tipo de retratação a nossa raça por conta da escravidão que há muitos anos foi abolida, acho que é uma medida que exclui e não inclui, é como se não fôssemos capazes de passar sem isso, mas como tudo tem dois lados concordo com cotas para deficientes físicos por terem algumas limitações o que não determina que eles são menos capacitados que os outros.

Stefαny *# disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Stefαny *# disse...

eu concordo com as cotas, pq ela é uma tentativa de corrigir o mau ensino que o Governo Brasileiro tem, isso é fato, claro que deveriam corrigir investindo mais em EDUCAÇÃO, mas vivemos em um país que todos estão acomodados, ninguem acha bom isso, mais esse ninguém levanta a bunda do sofá pra fazer nada.
Tem gente de rede pública que quer ter uma vida melhor, mais não tem condições de estudar por que o ensino público é uma merda.
Não concordo com as cotas para negros, isso não tem nada a ver. O negro é tão inteligente quanto um branco, e a igualdade de raças? Onde fica ?
Em relação as cotas, devemos pensar também no lado oposto ao nosso, eu não sou beneficiada por essas cotas, ja achei uma puta sacanagem com a gente, maaas, existe sempre um mas, devemos estar por dentro dos assuntos por inteiro, Pq as cotas foram criadas ? No lugar de sair esculhambando a porra toda, vai pesquisar pq isso ta acontecendo. No lugar das cotas deveria ter igualdade entre escolas privadas e publicas, pra corrigir isso, vai levar anos, então como estamos no Brasil, nosso querido e amado Brasil, vamos vendo o Governo ir levando com as cotas.
Beijinho

Érica disse...

Eu acho que as cotas auxiliam, dando mais oportunidades a certos grupos de pessoas, mas, ao mesmo tempo que tentam ajudar, acabam por discriminar esses grupos, tratando-os como se de alguma forma tivessem menos capacidade que os demais. Principalmente a cota de negros: ao mesmo tempo em que fazem tantas campanhas contra a discriminação racial, fazem questão de oferecer essas cotas. Não vejo o por quê disso. Todos têm a mesma capacidade, não?