20 junho 2011

Pois é...

As pessoas hoje em dia levam muito a sério as palavras.Se você é um negro e anda na rua com uma camisa que está escrito: 100% black,você não é racista.Agora se um branco anda com a mesma camisa só que com a frase: 100% branco,ele é racista.Esse clip tosco que eu achei no Youtube comprova o que eu disse.
Observe o nome da banda: Raça Pura.Se fosse uma banda alemã com esse nome,provavelmente eles seriam crucificados e seriam xingados no twitter.Agora como é uma banda com negros,ninguém disse nada.Isso não seria um nazismo ao contrário?
Eu não estou defendendo o nazismo e nem falando mal dos negros(até porque eu sou negra),mas eu acho ridículo o poder que as pessoas colocam nas palavras.Vai entender....Provavelmente vai aparecer alguém aqui para me xingar,mas,eu nem ligo.
Boa semana.
Ana C.

5 comentários:

Daniel C. disse...

Verdade D:, então não ande com uma camisa 100% branco

Heloisa M disse...

Ha , NAZISMO AO CONTRÁRIO. gostei. aah , sei la, acho isso errado. As pessoas veem preconceito em tudo, e , se vc fala algo pode ser mal interpretado, e como as pessoas não querem isso, ficam se policiando o tempo todo para não serem mal compreendidas. E se um branco achasse preconceito com os brancos pelo fato de um negro usar uma camisa escrita, 100% black? Provavelmente , se ele fosse se quixar, iam cagar baldes pra ele, agr se fosse o contrario, uma dar merda #Obvio.

Akai disse...

Pois é, uma vez uma mulher negra disse que não aceitava mistura, negro casa com negro e brano com branco. Vê se pode? Aí no caso do que você disse Ana, já entra o fator cultural, o negro é sempre coitado, se ele xinga um branco de "braquelo" não dá em nada. Mas vai chamar um negro de outros nomes ofensivos...Dá até processo. Nada contra negros também óbvio, meu pai é.

Célio Falconiere disse...

Eu acredito sim que as palavras tem poder, o que cabe nesses casos é o bom senso né, aliás pra tudo, a gnt ñ deve nunca esquecer de que há tanto preconceito com branco quando pra negro, ops digo para afrodescendentes e para caucasianos, odeio termos e rótulos para mim eles é q vem cheios de preconceitos embutidos. o/

Nanda disse...

Palavras são apenas palavras, o que importa mesmo e a interpretação da pessoa que ouve, eu posso falar algo pra ti e tu achar super normal e a pessoa do seu lado achar que é preconceito.

Como eu posso julgar algo que não sei a interpretação da pessoa qe ouve? Hoje em dia se chamar um gay de gay da processo, um preto de preto da processo, quando finalmente pararmos de falar um com o outro talvez o preconceito acabe...

Porque o preconceito e de quem ouve e não de quem fala ;)