09 setembro 2011

Uma noite de angústia.

Você acorda no meio da noite com o coração palpitando e as mãos suando frio. Resolve levantar da cama e tomar um copo d’ água, no caminho diz para você mesmo: mais um pesadelo. Volta para a cama, deita novamente e o sono não vem. Vira para um lado como se fosse encontrar o sono naquela direção e nada. Desiste de tentar encontrar o sono, liga a TV.

Tenta não se lembrar do que te fez acordar, mas é difícil tirar o foco do pensamento aflitivo. Você se sente com 10 anos novamente, quando gritava a sua mãe (ou quem quer que fosse) para te salvar do monstro no armário. Mas agora é diferente, você está com 20 anos e não pode gritar ninguém, é um adulto, lida com coisas piores, por que não enfrentar uma simples seqüência de imagens que o seu cérebro projetou?

Os primeiros minutos são os piores porque você realmente acredita que aquilo é real, que algo irá sair do escuro e te atacar. Com o passar do tempo a sensação vai evaporando igual líquido. Você desiste de volta para Morfeu, levanta da cama, pega um café e resolve começar o seu dia. É... Foi apenas um pesadelo.

Ana C.

2 comentários:

Célio Falconiere disse...

foda, costumava acontecer comigo com frenquência, ainda bem que parou.

Érica A. disse...

Acho q nada aconteceu com o metrô. Se vc tivesse ido, quem sabe.... =p