23 setembro 2012


Nós aqui andamos com os corações na mão e esperamos que algum dia alguém cuide dele
Nós que aqui vivemos catando os seus cacos do chão
Sempre acreditando que da próxima vez irá dar certo
Desejando afeto e não só desejo de atenção
Somos sonhadores
Acreditamos no Amor
Amor, esse que só provoca as nossas chagas
Nós cegos sonhadores
Trovadores solitários da estrada da afeição
Até quando suportar isso?
Até quando viver acreditando que uma hora nossos corações não serão pisoteados, destruídos?
Até quando ser deixado de lado?
Até quando depositaremos as esperanças nas pessoas erradas?
Até quando...
Somos sonhadores, trovadores, poetas, amantes e sofredores
Somos, apenas... somos
E mais nada importa.

Ana C .




Para ler escutando:

A white blank page and a swelling rage, rage
You did not think when you sent me to the brink, to the brink
You desired my attention but denied my affections, my affections

So tell me now where was my fault, in loving you with my whole heart?
Oh tell me now where was my fault, in loving you with my whole heart?


18 setembro 2012

I walk alone.

 '' The times they are a- changin'' era o que ecoava dos meus fones na voz rouca de Dylan. Como um Mr. Tambourine Man sem rumo, sem sono e sem nenhum lugar para ir, seguia por mais uma caminhada ao sul de lugar nenhum. Conseguia alcançar a paz espiritual a cada novo passo, era como provar um pedaço do paraíso. Não me importava o rumo que eu estava tomando ou quem passava por mim no caminho, apenas queria seguir aquela estrada sem rumo e simplesmente esquecer de tudo que me sufocava.

 Não sou o tipo de pessoa que gosta de encher os outros com os meus problemas. Ninguém é um mural das lamentações e  um drama exagerado digno de uma Paola Bracho não faz o meu tipo. Deve ser por isso que eu escrevo, em poucas linhas consigo sintetizar o que está escondido por trás da sombra de um sorriso.

Cheguei à conclusão de que estou destinada a seguir só por essa vida- sim, nos meus textos eu tenho o direito de fazer drama- porque esse é o meu estado de espírito atual: alone.  Acho que sempre irei caminhar por essa estrada vazia dos sonhos destruídos e minha única companheira será a minha sombra. As vezes eu apenas desejo que alguém me encontre e me faça mudar de rumo... enquanto isso não acontecer eu irei andar por ai, caminhar no sul de lugar nenhum.


Ana C.


Para ler escutando:

09 setembro 2012