11 novembro 2012

On the road.





Me joguei na vida
Deixei tudo para trás
Conforto, amigos, amores, família
Estava me sentindo sufocada dentro de minha própria vida
Um inferno astral sem fim
Desiludida, deixei de acreditar no que me falavam
Apenas palavras vazias que não iriam me ajudar
Com apenas R$60 no bolso e um copo de café
Comecei a caminhar, sem rumo, sem pensar em nada
Parecia que cada pedaço meu estava se renovando
Trocando de pele
Mas ainda não me sentia segura para sair do meu casco
Acho que nunca mais irei sair dele
Não superei os traumas que passei
Em cada pessoa vejo uma nova possibilidade de me foder de novo
Sei que isso é errado mas talvez um dia melhore
Enquanto isso... On the road.


Ana C.

Para ler escutando:

2 comentários:

Célio Falconiere disse...

Meio pessimista, mas gostei. Mas qualquer casulo tem seu tempo de duração é difícil sair dele, é um processo demorado, sofrido, mas satisfatório, a vida após ele é muito melhor. ;)

Érica A. disse...

É pessimista mesmo, concordo. Mas são fases, vc vai superando :D
Keep writing *-*