12 dezembro 2012

Café com Rivotrill.

Ontem a noite me disseram que eu estou maluca, paranoica, surtada... Se ser louco é levar todos os sentimentos ao limite, sim, então eu enlouqueci. Acordei de manhã e contaminei o meu café com vinte gotas de Rivotrill. Se é para ser louco que seja com classe. Agora estou esperando alguém me levar para o Rehab. Nesse momento, estou presenciando a alegria dos desesperados, aquela que só aparece para quem já não liga para mais nada, simplesmente deixa tudo fluir e seguir como deve no ritmo do Universo. Acredito que todos deveriam experimentar esse meu estado de loucura porque é algo libertador. Um belo dia você acorda e decide passar de todos os seus limites, quebrando as barreiras e deixando de lado uma vida de medos que poderia te levar para algo pior que a loucura. Agora sou eremita, vou vivendo por ai e deixando as coisas acontecerem, não me preocupo  mais com nada. Vou mostrando como eu sou e vou sendo como posso... Quem sabe um dia eu consiga descobrir o que seriam aqueles vestidos de luneta dos Novos Baianos.

Ana C. A louca.

Para ler escutando:

4 comentários:

Au Revoir disse...

Um dia eu também descubro sobre os vestidos de luneta! E vou sendo como posso...

Au Revoir disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel C. disse...

Música WTF?!

Célio Falconiere disse...

Acho que o vestido de lunetas seria observar tudo com mais minuciosidade com mais atenção. Essa música da Yoko é tendência kkk